terça-feira, 21 de maio de 2013

A FESTA DO ESPÍRITO SANTO


Em um dia de mais uma comemoração tradicional judaica, o Pentecostes, apresenta-se para a humanidade, de uma forma oficial e triunfante a terceira pessoa da Santíssima Trindade, O Espírito Santo. A partir de então o Cristianismo encheu-se de uma força extraordinária que foi fundamental para a consolidação da Igreja de Jesus no mundo.
           Quem presenciou aquela inesquecível manifestação divina encontrou-se imerso em um ambiente de êxtase e ao mesmo tempo espanto. Aqueles que se abriram à graça sentiram seus corpos sendo afetados, no entanto, transformações mais profundas estavam ocorrendo: O Espírito Divino agia naquelas pessoas e as conduzia sobretudo a irem falar de Deus.
            Toda tristeza e possíveis sentimentos de derrota, ainda provenientes da morte de Jesus, que pudesse haver entre os cristãos, caíram por terra rendendo-se ao poder do Consolador que fora prometido e anunciado pelo próprio Messias. O homem aproximava-se mais de Deus, a integração entre Criador e criatura passava a ser ainda mais linda e difícil de ser explicada por qualquer critério de racionalidade. 
             Maria, os apóstolos e alguns outros seguidores de Cristo foram responsáveis por ministrarem aos povos da Terra a imensa graça recebida naquele dia tão especial: “Quando terminaram a oração, estremeceu o lugar em que estavam reunidos. Todos, então , ficaram cheios do Espírito Santo e, com coragem, anunciavam a palavra de Deus.” (At , 4,31) 

             O dia de Pentecostes foi ganhando outro significado para os Cristãos, (em particular também o chamo de Festa do Espírito Santo), aquele poderoso e decisivo contato com o Espírito de Deus. Em vista disto, é de fundamental importância para nós que diariamente “vivamos um pentecostes”, pois, o Paraclito é, entre outras coisas, o orientador do Cristão em sua luta pela manutenção da salvação. Seus dons são poderosas armas em favor daqueles que optaram por seguir a Deus. 


Autor: José Cristovam Aragão de Araújo Neto. (Ministério Universidades Renovadas/ Comunidade Nova Unção)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a benção materna de Maria, Nova Unção na sua vida.

Leia mais: