domingo, 6 de março de 2011

“Animados pela tua palavra, lançaremos as redes" Lc5,5


Na pregação da tarde, proferida por Jorge Gurgel - membro do conselho da comunidade - refletimos no tema central deste Renovar, a passagem de Lucas 5.


A passagem mostra os pescadores cansados após passarem uma noite inteira pescando e não conseguirem nada. Eles se encontravam as margens do Lago consertando as redes. Quantas vezes nos frustramos, quando voltamos para casa após um longo dia de busca de trabalho e voltamos para casa de mãos vazias. Assim estavam aqueles pescadores.
         O barco deveria estar no mar e não as margens. Aqui o barco representa a Igreja, a comunidade, e hoje especialmente o barco representa nossa vida, muitas vezes parada, as margens, pois trabalhamos tanto, fazendo tantas coisas, e temos ao fim do dia a sensação de não termos feito nada. O que falta então para encher o nosso barco?
         Deus não nos quer parados, o barco da nossa vida foi feito para o mar e não para a terra. Para que o nosso barco volte ao mar é necessário uma opção pessoal, e seguirmos alguns passos. Primeiro temos que deixar que Jesus faça parte da nossa vida. Em Lucas 5,3 Ele pede a Pedro que se afaste um pouco, e sobe a barca dele para ensinar ao povo. Temos que deixar Jesus entrar na barca da nossa vida.
         O segundo passo, Jesus pede para avançarmos para águas mais profundas, Lucas5,4. Pede para mergulharmos nas profundezas do nosso coração e vivenciarmos com intensidade o amor de Deus em nossas vidas. É preciso sair da superficialidade da vida de oração e vivermos as práticas espirituais, oração pessoal, santo terço, eucaristia, confissão, etc.
         Por último temos que fazer a vontade de Deus, e o mais importante, da forma que ele ordenar, e não da nossa própria maneira. Ele pede para insistirmos, lançarmos as redes mesmo onde achamos que não há peixe, mas temos que acreditar e fazer como ele ordenou. Assim teremos nosso barco cheio de peixes e atrairemos mais pessoas para Deus.
        Para permanecermos no caminho que Ele quer, precisamos ter atitude de escuta ao Senhor, sermos firmes e corajosos diante das tribulações, e termos confiança em Deus, saber esperar as coisas mesmo que não aconteça da forma e no tempo que queremos, assim sem desanimar mantemos nossa confiança em Deus que tudo pode realizar.
        Concluindo a pregação, Jorge Gurgel nos lembrou do grande exemplo de Maria, que nos pede “fazei tudo o que Ele vos disser”. João2,5.

        A Tarde encerrou-se com um forte momento de adoração ao santíssimo sacramento, onde Jesus realizou muitas curas e milagres em nosso meio.

Walesa Bastos – MCS Nova Unção







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a benção materna de Maria, Nova Unção na sua vida.

Leia mais: