quarta-feira, 24 de junho de 2009

UM GRANDE MODELO DE SANTIDADE

Jesus Cristo, nosso Deus, é, também, o personagem histórico mais polêmico que a humanidade já conheceu. Atualmente, mesmo há cerca de dois mil anos de sua existência humana, inúmeros questionamentos são levantados a respeito de seus ensinamentos e práticas. Talvez a grande dúvida de muitos seja a seguinte: será que realmente é possível imitar Jesus, seguir seus passos e o mais importante: é possível amar como Jesus amou?
Inúmeras pessoas aceitaram o desafio de seguir Jesus, e, considerando suas limitações, foram mostrando através de seus testemunhos, que o sonho que Cristo plantou no mundo é possível de ser concretizado. Estes corajosos seres humanos ao longo da História espalharam-se pelo mundo inteiro e constituem a maior religião de nosso planeta: o Cristianismo. Alguns destes continuadores da missão de Cristo tocaram de forma mais profunda o coração da Igreja. Dentre eles existe um em especial que me inquieta e que Deus o apresentou a mim para ajudar-me a ser santo.
Por volta do ano 1181 nascia um tal Giovanni Bernadone, criança rica filha de um grande comerciante da Itália daquela época, que não diferente das outras crianças alimentava sonhos. Um deles era de ser um cavaleiro e viver em meio às glórias das batalhas vencidas. Na sua juventude gozava de grande prestígio entre os jovens de sua região. Tido sempre como referência, exercia uma liderança natural sobre seus companheiros. Sua presença era imprescindível nas grandes farras de Assis.
Francisco como passou a ser chamado conseguiu realizar o seu grande sonho de se tornar cavaleiro, no entanto, logo abandonou este ideal bem como toda sua vida rica e devassa, para ouvir um chamado que gritava fortemente em seu coração. Era Deus quem lhe chamava a ser mais um de seus discípulos. No entanto, Francisco, ainda jovem, levou tão a sério esta missão que muitos ao vê-lo acreditavam ser ele o próprio Jesus que havia voltado.
Depois de sua conversão, incontáveis foram os prodígios realizados por Deus através dele. No seu incansável propósito de imitar Jesus conseguiu por em prática os ensinamentos de seu Mestre, sobretudo no que diz respeito ao tão questionado amor ao próximo. Com seu jeito humilde calou muitos “poderosos” e mostrou para o mundo na sua “santa loucura” a grande autoridade espiritual que o Senhor lhe concedera.Francisco de Assis foi sim um grande cavaleiro, as vitórias que lhe consagraram foram as espirituais, descritas na Epístola de São Paulo aos Efésios. Um de seus principais prêmios foi poder sentir em seu corpo as chagas de seu Senhor. Ainda hoje diversos corações se inspiram no modo de vida daquele homem que mesmo com uma breve passagem pela Terra conseguiu nos tocar com um dos maiores modelos de santidades já vistos e respeitados não só pelo cristianismo mais por pessoas de outras denominações religiosas e até mesmo por aqueles que fazem parte de nenhuma religião. Todo legado deixado por Francisco partiu de uma simples idéia que foi cultivada em seu coração: ele só queria se parecer com Jesus.
Autor: José Cristovam Aragão de Araújo Neto
Comunidade Católica Nova Unção / Ministério Universidades Renovadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a benção materna de Maria, Nova Unção na sua vida.

Leia mais: